domingo, 11 de agosto de 2013

O Restaurante no Fim do Universo por Douglas Adams

O RESTAURANTE NO FIM DO UNIVERSO
de Douglas Adams
229 páginas            Editora Arqueiro
___________________________________________________


O que você pretende fazer quando chegar ao Restaurante do Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou apenas se embriagar com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo se acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo. Mal sabem eles que farão uma viagem no tempo, cujo desfecho será simplesmente incrível. O segundo livro da série de Douglas Adams, que começou com o surpreendente "O Guia do Mochileiro das Galáxias", mostra os cinco amigos vivendo as mais inesperadas confusões numa história cheia de sátira, ironia e bom humor. 

O segundo volume de O Mochileiro das Galáxias trás, assim como o primeiro livro, o humor irônico de Douglas Adams, sempre priorizando apenas o lado engraçado das situações que envolvem os personagens principais - Arthur Dent, Zaphod Beeblebrox, Ford Prefect e Marvin. Sua forma de escrever se torna um tanto mais complexa nesse segundo volume, mas não deixa de se tornar mais engraçada e até bizarra também. Adams incrementa novos seres totalmente diferentes e cheios de maluquice, e, como de costume, estes seres encaram a vida de uma forma tão diferente quanto hilariante.


O Restaurante no Fim do Universo inicia-se logo após o primeiro livro, história linear e bem criada. É aconselhável começar a leitura assim que terminar o volume um, assim tudo ficará mais claro e mais fácil de ser lido. Douglas Adams se torna incrível por fazer críticas frequentes de uma forma engraçada e divertida, um autor que é capaz de dar uma explicação para o início do universo significativa para os amadores do gênero humor. Tudo no livro - falas, narrações, personagens... - apresentam toques de comédia e ironia e não é difícil achar um momento para largar o livro e dar uma boa gargalhada. Conhecer o autor virou uma imensa vontade minha; um cara que vive do humor é um cara que merece admiração!

Adams é realmente um cara engraçado, mas nessa continuação o autor vai longe com suas maluquices e acaba deixando a estória cheia de noz, faz dela algo complexo envolvendo viagens do tempo e seres que mudam o universo. Mas, felizmente, o autor consegue desenrolar toda a complicação nas páginas finais, deixando um fim mais surpreendente do que o livro anterior. Neste o assunto é o mesmo: Qual a explicação da vida, do universo e tudo mais? Para quem leu o primeiro volume, já tem em mente que o número 42 virou algo importante.

Na série do Mochileiro das Galáxias, com toda a certeza você não deixará de encontrar palavras completamente estranhas, juntas formando frases e falas hilariantes - construções que só Douglas Adams consegue criar -. Marvin, o robô depressivo, trás muito mais comédia neste volume, mas também trás mais inteligência! Não há pessoas mais loucas no espaço-sideral como Zaphod sua turma.

"— Esse Deus põe uma macieira no meio de um jardim e diz "Vocês façam o que vocês quiserem, ah, mas não comam a maçã". Surpresa surpresa, eles comem e ele pula de trás de uma moita gritando 'Peguei vocês!'"

4 comentários:

  1. Olá Vini...

    Gostei de sua resenha, mas esse não é o tipo de livro a qual me interesso pela leitura. Eu já me senti lendo em sua resenha e fiquei satisfeita rsrsrs. Obrigada pela visita lá no blog gostei de saber que temos ótimos gostos e parecidos rsrsrs. Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Diana!
      Que pena que não é seu estilo de leitura, mas tenho que dizer que O Mochileiro das Galáxias nos tras risadas constantes! rsrsrs.

      Abraços!
      :D

      Excluir
  2. Oii, Vini!
    De toda a série do Mochileiro das Galáxias, eu só li os dois primeiros também. Achei o primeiro engraçadíssimo,já o segundo acho que a comédia diminuiu um pouco (menos nos momentos do Marvin, hahaha).

    Beijo!
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Marvin, com toda a certeza, é melhor personagem da série!
      hahaha :D

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :I :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Pode comentar a vontade! Diga se gostou da postagem,
se ela te trouxe alguma inspiração ou coisa parecida!
Sempre irei responder os seus comentários!
O Um Jovem Leitor agradece.
Abraço a todos!
Vini.