terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

A Última Carta de Amor por Jojo Moyes

22222

Título original: The Last Letter From your Love

Autor(a): Jojo Moyes

Ano de lançamento: 2012

Número de páginas: 378

Gênero: Romance


Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por "B", e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido - em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado -, Ellie começa a procurar por "B", e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. 
A Última Carta de Amor é o primeiro livro com o gênero romance que leio. Não um romance policial de Agatha Christie ou Arthur Conan Doyle ou até Edgar Allan Poe , mas o romance apaixonante, o romance que o tema principal é o bom e velho amor. Será que tive a escolha certa como meu primeiro livro do gênero? Nada no mundo pode me tirar essa certeza. A Última Carta de Amor é tão perfeito e tão apaixonante que difícil é eu catar palavrar para descreve-lo. Ele somente é encantador á ponto de mexer com você, mexer com seus sentimentos e com sua vida. Ah, perfeito, simplesmente perfeito.

A estória do livro pode parecer um tanto confusa no inicio, mas duvido achar alguém que não a penetrou e amou esse novo jeito de escrever de Jojo Moyer - que de praxe, virou uma das minhas autoras favoritas. Em primeiro lugar conhecemos Ellie Haworth. Uma jornalista com problemas no amor, ela é apaixonada, sim, mas por um homem casado com filhos. Ela o ama de qualquer modo e tem esperanças que o mesmo deixe sua esposa algum dia. É mexendo nos arquivos do Nation - jornal onde ela trabalha - que a jornalista encontra cartas de amor enviadas por um homem cuja a assinatura na carta deixa como "B". A partir daí a narração retorna á 1960 onde conhecemos Jennifer Stirling, uma mulher que sofrera um acidente e perdera a memória. Não demora para ela descobrir que é casada com Laurence Stirling, rico e bem sucedido, mas Jennifer sente que algo falta em sua vida. Sim, é no começo do livro que nos é dito que ela é a mulher cujo "B" envia as cartas, as cartas que em décadas depois Ellie descobre por acaso e que acabam mudando sua vida completamente.


"E se sentir que foi a decisão acertada, saiba ao menos isso: em algum lugar deste mundo há um homem que a ama, que entende o quão preciosa, inteligente e boa você é. Um homem que sempre a amou e que, por mais que tente evitar, desconfia que sempre amará. [...]" (pág. 226)
Os personagens são tão perfeitos como a estória que vai ser difícil desligar deles. Ler algo sem pensar em Jennifer, Ellie, Laurence e Anthony O'Hare. Impossível eu escolher um favorito. Jennifer é meu grande amor, a mulher doce e linda, amada por todos os homens, com medo de deixar sua vida para trás para seguir para algo totalmente novo assim como Ellie. Ellie é a garota que não tem coragem de desistir do seu amor, mesmo que ele a machuque. Me pergunto porque, enquanto lia, imaginava Jennifer como Drew Barrymore, Ellie como Anne Hathaway e Laurende (o rico, o homem com orgulho. Mesmo o personagem tendo essas características não consegui odiá-lo) como Leonardo DiCáprio.

O livro nos trás a emoção enquanto lemos sobre o amor de Jennifer com "B". Nos apaixonamos pelas suas cartas e como não se apaixonar? Só lendo para entender como nos sentimos. A Última Carta de Amor, além de nos surpreender a instantes frequentes, também é um lindo livro. Além da capa, algumas páginas trazem grande beleza. Fiquei mais do que feliz de ter uma experiencia boa como essa com um livro de romance. Agora, é claro, o gênero já me conquistou e estou prestes a ler mais e mais.


"Vou aceitar o trabalho. Estarei na Plataforma 4, Paddington, às 19hs, sexta-feira à noite, e nada no mundo me faria mais feliz do que você encontrar coragem para vir comigo.Se não vier, saberei que o que sentimos um pelo outro, seja lá o que for, não basta. Não a culpo, minha querida. Sei que a pressão das últimas semanas foi intolerável para você, e o peso disso me afeta profundamente. Odeio a ideia de poder lhe causar qualquer tristeza. Saiba que você tem meu coração, minhas esperanças em suas mãos.Seu,B." [...] (pág. 172)

6 comentários:

  1. Primeira resenha que leio desse livro, e somente através das suas palavras já me sinto apaixonada pelo história. Admito que se não fosse pela sua resenha, eu provavelmente jamais iria querer me arriscar nessa leitura, então te agradeço do fundo do coração por me apresentar esse livro.
    Se uma pessoa que nunca leu romance algum conseguiu gostar tanto assim do livro, então como, de fato, não gostar da história?
    Entrou para a minha lista de leituras obrigatórias para 2013 u_u

    Beijinhos e uma ótima semana! :*
    www.linguadoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não sabe o quanto fico feliz em saber disso, Rafaela. Realmente A Última Carta de Amor me deixou vidrado, é aquele livro que faz você se esquecer de tudo em sua volta, entente?
      Eu iria adorar se você também lesse e partilhasse essa emoção que o livro de Jojo Moyes trás.
      Espero que leia algum dia *----*

      Muito legal seu recado!
      Abraços e ótima semana!

      Excluir
  2. Não conhecia a história, mas só de ler sua resenha, senti um grande conforto em meu coração e uma imensa vontade de lê-lo. Ao que parece, é uma história emocionante ^^ Parabéns!

    Abraços,
    E não perca a 4ª parte do especial Mitologia Grega
    http://therevolucaonerd.blogspot.com.br/2013/02/4-mitologia-grega-batalha-dos-titas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emocionante e apaixonante, Vichtor! Ela trás várias emoções boas para os leitores. E, é claro, também se tornou um dos meus livros favoritos. ;)
      Espero que também leia!
      Abraços!
      Boa semana :D

      Excluir
  3. Parabéns pela resenha Vinicios! Estou ansiosa para ler A Última Carta de Amor! Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Já imaginava que o livro fosse bom, não esperava que ele fosse assim tão bom.
    Gostei muito da sua resenha, me deixou com muita vontade de ler o livro.
    Bjos...

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :I :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Pode comentar a vontade! Diga se gostou da postagem,
se ela te trouxe alguma inspiração ou coisa parecida!
Sempre irei responder os seus comentários!
O Um Jovem Leitor agradece.
Abraço a todos!
Vini.